Como fazer Patchwork: escolhendo tecidos

Fazer Patchwork é uma tarefa fácil, mas para conseguir um bom resultado é necessário a escolha de materiais de qualidade e seguir algumas regras e segredos que vão facilitar a execução dos projetos. Além disso, a escolha de um tecido de boa qualidade muitas vezes é o que vai fazer toda a diferença em seus trabalhos. Neste post de como fazer patchwork apresentarei os tecidos mais usados nessa técnica.

Tecidos: como escolher

Para começar de preferência a tecidos mais simples para trabalhar, como os tecidos 100% algodão, são resistentes e fáceis de lavar, principalmente na remoção de manchas difíceis. Ele proporciona caimento leve e delicado e, por isso, é indicado em peças que entram em contato direto com a pele, como as colchas e mantas. Também são muitos usados no patchwork tradicional. Claro, que tudo vai depender do que você vai fazer e a variedade.

Tricoline

Os tecidos de tricoline são leves e com toque diferenciado devido ao fio penteado usado na sua construção. Quando lavados os tecidos 100% algodão não perdem as características de novos, não desfiam muito, dão mais firmeza para costurar, além de encontrarmos uma grande variedade de padrões e estampas. Hoje podemos encontrar no mercado as tricolines digitais que também são 100% algodão e de ótima qualidade. Pode ser usada tanto no topo do trabalho como no forro.

Algodão cru

O tecido de algodão cru é conhecido por sua forma natural, aspecto rústico, versatilidade, conforto e resistência. Sendo de boa qualidade pode ser usado como forro em suas peças. Antes de usá-lo é preciso deixar de molho durante toda uma noite.

Americano cru

O tecido americano cru é parecido com o algodão cru, só que de melhor qualidade, possui uma cor mais uniforme. É um tecido muito procurado pelas artesãs que fazem bonecas, pela qualidade do produto.

Piquê

O piquê é um tecido de algodão com um toque macio e suave e é muito usado em enxoval de bebê. Possui desenhos em forma de losango ou casinha de abelha e podem ser encontrados em várias cores e estampas.

Percal

Se você está procurando um tecido extra macio e suave, então sua procura acabou, pois no tecido de percal você encontra beleza, conforto e qualidade. A medida em que a quantidade de fios no percal aumenta, o tecido é mais suave ao toque. Características ideais para fazer peças que entrem em contato direto com a pele, principalmente dos bebês. Uma ótima opção é usar como forro de colchas e mantas. Se for uma peça bem grande e você não quer fazer emendas você consegue encontrar percal de 2,5m ou 2,7m de largura.

Sarja

É um tecido 100% algodão e possui estrias na diagonal, podemos encontrar também no mercado diversas opções de cores lisas e estampadas. Ótima para fazer bolsas, sacolas, capas de almofadas, tapetes, nécessaire, mantas. Para utilizar em peças de patchwork de preferência a sarja mais leve, para que não exija muito de sua máquina de costura caseira.

Brim

Também é um tecido 100% algodão e como a sarja possui estrias na diagonal. É um tecido firme, resistente e muito prático para ser costurado. Esse tipo de tecido é muito usado em toalhas de mesa, guardanapos, avental, bolsas, mantas e colchas.

Jeans

Um tecido 100% algodão que além de resistente é muito flexível. Podemos encontrar esse tipo de tecido em tapetes, bolsas, mantas, colchas o que lhe dá um ar mais moderno e durável.

Tecidos importados

Os tecidos importados são excelentes porém, seus preços são bem mais altos que os nacionais. Podemos encontrar hoje no mercado tecidos nacionais com estampas e padronagens maravilhosas que não deixam a desejar e seus preços são mais acessíveis.

Com a diversidade de tecidos existentes no mercado, é muito comum sentir dificuldades na hora de escolher um tecido que seja adequado para fazer patchwork.

Onde comprar

Hoje podemos comprar tecidos com apenas um clique e ainda receber no conforto de nossa casa e entre os distribuidores de tecidos podemos contar com Niazi Chohfi, Eva e Eva, Telanipo, Estilotex, Dohler, Círculo, Coats Corrente, Fá Giandoso e muitos outros. Porém ainda compensa e muito ir até a loja do Fernando Maluhy  e Choffi em São Paulo, pois os tecidos saem mais baratos.

Espero que essas dicas sobre os tipos de tecidos de algodão possam ajudar na hora da escolha e também abra à novas possibilidades de uso e textura.

Um grande abraço para você e muita costureices!

Leia também: Patchwork: passo a passo para iniciante

 

Comentários

comentários


Recent Posts